Real Estate


G5 Evercore – Estudos de Caso em Real Estate

Estudo de Caso – Laudo de Avaliação para BR Properties

o Conselho da BR Properties na análise da oferta de aquisição não solicitada da GP Investimentos e ADIA

2016

Mais informações

 

Visão Geral da Situação

  • Fundada em 2006, BR Properties é focada na aquisição, locação, administração, incorporação e venda de imóveis comerciais, predominantemente edifícios corporativos e galpões logísticos.
  • A Companhia está presente nos maiores centros urbanos do Brasil, principalmente São Paulo e Rio de Janeiro.
  • Até a aquisição, seu portfolio era composto por 40 propriedades, com 584 mil m2 de ABL, dos quais 528 mil são edifícios corporativos ou galpões industriais.
  • Desde a fundação, a Companhia foca em ativos de alto padrão.

Principais Responsabilidades da G5 Evercore

  • A G5 Evercore foi responsável pela preparação de laudo de avaliação para basear a opinião do Conselho a respeito do mérito de oferta de aquisição não-solicitada da GP Investimentos e ADIA.
  • Este foi o segundo caso no Brasil de oferta parcial para aquisição de controle, p.ex., limitada a um percentual máximo, mantendo a empresa listada na Bovespa.
  • Esta era uma das poucas corporações puras do Brasil, sem acionista controlador definido, o que se reflete em um Conselho fomado por membros com objetivos distintos e, consequentemente, perspectivas sobre valuation e recomendações aos acionistas também distintas.

Resultado da Operação

  • GP e ADIA adquiriram 173 mm de ações no leilão Bovespa, alcançando uma participação de 70% do capital da BR Properties.
  • Com esta aquisição, GP e ADIA garantiram o controle da BR Properties (após a aprovação da remoção de poison pill do Estatuto Social pelos acionistas).
  • O valor final da oferta foi de R$11/ação, um prêmio de 10% sobre a oferta original e um prêmio de 23% sobre o valor de fechamento do dia anterior.
  • BR Properties permanece listada na Bovespa sob o Novo Mercado após a aquisição por GP Investimentos e ADIA.

Estudo de Caso – JV Four Seasons

Na formação de uma joint venture e captação de recursoso no valor de R$475 mm

2015

Mais informações

 

Visão Geral da Situação

  • A Iron House é uma empresa do Grupo Cornélio Brennand focada no desenvolvimento, investimento e gerenciamento de operações imobiliárias, com um portfolio atual de mais de R$1,5 bilhão.
  • Fundado há 98 anos, o Grupo Cornélio Brennand é um grupo brasileiro tradicional com uma historia de sucesso de investimentos.
  • Os acionistas da Iron House buscavam identificar um parceiro para o empreendimento hoteleiro de luxo, Four Seasons de São Paulo.

Principais Responsabilidades da G5 Evercore

  • A G5 Evercore foi responsável por assessorar a Iron House Real Estate na captação de recursos junto a Abu Dhabi Investment Authority – ADIA.
  • Recursos captados foram destinados ao desenvolvimento do empreendimento hoteleiro Four Seasons de São Paulo, o primeiro da rede no Brasil.
  • Atuamos em todas as etapas do processo, incluindo a definição da transação pretendida, preparação de materiais de marketing, identificação e contato com potenciais investidores e negociação dos termos finais de investimento com o investidor da preferência da Iron House.

Resultado da Operação

  • Organizamos road shows junto a investidores no Brasil, e em conjunto com a Evercore, nos Estados Unidos, Inglaterra e Emirados Árabes.
  • No total, 35 investidores foram contatados, resultando em um valor de transação de prêmio ao custo de construção corrigido do ativo. Como finalistas do processo restaram os fundos soberanos árabes QIA, Kingdom Hotels e ADIA.
  • Ao final, a Iron House optou pela proposta apresentada pela ADIA, resultando na captação de R$ 400 milhões destinados ao desenvolvimento do empreendimento hoteleiro de luxo Four Seasons São Paulo.

Estudo de Caso – Captação de Recursos para a Saphyr

na formação de joint venture e fund raising de R$ 420 mm com a

2012

 

Mais informações

 

Visão Geral da Situação

  • Paulo Stewart é um empreendedor brasileiro que está na indústria de shopping centers há 26 anos. Atualmente preside a Saphyr Shopping Centers, empresa fundada por ele em 2002 .
  • Antes de fundar a Saphyr, Paulo trabalhou por 18 anos na ECISA, empreiteira fundada em 1949 que se tornou desenvolvedora de shopping centers nos anos 70. Como CEO, Stewart melhorou as condições financeiras da ECISA e liderou a companhia até a sua venda para a GP Investiments e para Equity International, quando a empresa se tornou a BR Malls.

Principais Responsabilidades da G5 Evercore

  • A G5 Evercore assessorou a Saphyr Shopping Centers na formação de sua joint venture com a HSI (Hemisfério Sul Investimentos), fundo de private equity financiado pelo GIC (fundo soberano do governo de Cingapura) e pela Harvard Management Company.
  • A G5 Evercore atuou na preparação de todos os materiais necessários para a Saphyr e, através de sua plataforma global, identificou potenciais investidores que estavam dispostos a fazer um investimento de longo prazo na companhia.
  • Road shows foram conduzidos nos escritórios da G5 Evercore em São Paulo, Rio de Janeiro, Nova Iorque, Chicago, Washington DC e outras cidades dos Estados Unidos.
  • A G5 Evercore foi responsável pela condução, avaliação e negociação da transação pela Saphyr.

Resultado da Operação

  • A demanda de potenciais investidores foi tão favorável para a oportunidade que a G5 Evercore foi capaz de suprir toda a necessidade de capital com apenas um investidor, estruturando a joint venture em duas holdings separadas para alinhar e proteger o interesse de ambas as partes.
  • A G5 Evercore captou R$420 milhões com o fundo soberano da Singapura GIC, e tinha como objetivo desenvolver shopping centers em todo o Brasil.
  • Manter o processo competitivo até o último momento proporcionou à Saphyr a certeza de que estava entrando em uma joint venture com o sócio de melhor perfil através de uma estrutura apropriada para seus interesses de longo prazo.

Estudo de Caso – Captação de Recursos para o Hotel Emiliano

Na negociação e captação de recursos no valor de R$100 mm com

2012

Mais informações

 

Visão Geral da Situação

  • O Hotel Emiliano foi o precursor dos hotéis butique de luxo em São Paulo
  • No início dessa década, o Emiliano estava expandindo suas operações, buscando desenvolver novos hotéis com o mesmo conceito em localidades selecionadas
  • O Emiliano não objetivava ser dono das novas propriedades e buscou firmar um acordo com o BTG Pactual para financiar a aquisição do terreno e construção do imóvel no Rio de Janeiro

Principais Responsabilidades da G5 Evercore

  • A G5 Evercore assessorou o Hotel Emiliano na formação de uma joint venture com o Banco BTG Pactual para a construção de um hotel de alto padrão na cidade do Rio de Janeiro.
  • A G5 Evercore atuou como assessor financeiro estratégico na negociação dos contratos de compromisso de investimento, acordo de acionistas, contrato de arrendamento, contrato de desenvolvimento e contrato de uso e licença de marcas, para regular as relações entre a operadora do hotel (Emiliano) e a dona da propriedade (Banco BTG Pactual).

Resultado da Operação

  • A G5 Evercore assessorou o Emiliano no desenho de uma joint venture com o Banco BTG Pactual para um empreendimento a ser desenvolvido no Rio de Janeiro (financiamento, remuneração, acordo de acionistas).
  • A transação de captação de recursos envolveu um total aproximado de R$ 85MM, sendo R$36 MM para a aquisição do terreno e R$ 49MM para obras e decoração do empreendimento.
  • O Emiliano irá operar o empreendimento por 20 anos, renováveis por mais 20 e receberá, como contrapartida da operação hoteleira, remuneração variável de acordo com o faturamento do hotel e remuneração de performance de acordo com a geração de caixa do empreendimento.